Maya & Vivian

angelouA produção literária de Maya Angelou é formada por antologias poéticas e autobiografias, sendo I know why the caged bird sings, de 1969, a de maior prestígio.

Mamãe & Eu & Mamãe foi originalmente lançada em 2013 (um ano antes da morte da autora) e percorre fatos marcantes do nascimento até a vida adulta de Angelou, tendo o relacionamento atribulado com sua mãe, Vivian Baxter, como fio condutor.

É um livro sobre perseverança, resiliência e, acima de tudo, o uso do amor puro para compreender e se acomodar ao outro.

Angelou narra a infância no Sul dos Estados Unidos da segregação racial, onde ela e o irmão viveram com a avó paterna, depois de serem abandonados pelos pais. Aos sete anos, ela foi estrupada pelo namorado da mãe, durante uma visita à sua casa, na Califórnia; o que lhe provocou uma longa mudez, somente superada com a descoberta da literatura.

Outra mudança radical ocorre aos 13 anos, quando é enviada definitivamente à Califórnia, para morar com sua mãe. O sentimento de inadequação contamina o relato, até a chegada do irmão, Bailey, que a encoraja a inquirir a mãe sobre o motivo de ter dispensado os filhos.

Senti saudades, mas sabia que estavam no melhor lugar para vocês. Eu teria sido uma péssima mãe. Não tinha menor paciência, retruca Vivian.

A narração avança na esteira de momentos dramáticos e de pontuais contentamentos, a exemplo da conquista do primeiro emprego como condutora de bonde, sempre na frequência dos embates e dos acordos com a mãe, à época envolvida com jogos clandestinos.

Ainda na adolescência, engravida, e esse é o ponto de virada no livro. O entendimento até então de hierarquia maternal se desconstrói, estabelecendo uma troca de posições entre mãe e filha, filha e mãe. Maya tem um menino e decide tocar a vida por conta própria.

Tal decisão, porém, não significa a expulsão da mãe de sua vida. Vivian segue presente (e intensa) em vários excertos marcantes do amadurecimento (precoce) de Maya, que se desdobra em tantos caminhos inacreditáveis, que fica difícil não considerar a infiltração da ficção nessa realidade revista.

A história prova que não, embora fique claro que a autora se valeu de, digamos, uma licença poética para recriar diálogos e reconstituir capítulos de impacção. A estadia na casa do pai é uma deles e, especialmente, o testemunho do sequestro e da violência quase fatal que sofreu de um ex-namorado.

Pode-se reclamar de alguns assuntos, explorados a fundo em outras autobiografias, que são revistos aqui de maneira ligeira e circunstancial, no entanto a opção faz sentido diante do tema central. Mamãe & Eu & Mamãe retrata o processo de reconciliação entre duas mulheres fortes e determinadas, que se inicia na infância de uma e se encerra na morte de outra.

***

Livro: Mamãe & Eu & Mamãe

Editora: Rosa dos Tempos

Avaliação: Bom

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s