Não calo

desertoO filósofo e escritor Eduardo Jardim aborda três momentos-chave de vinte anos da produção artística no Brasil, em Tudo em volta está deserto.

São ensaios cujos objetos de estudo se localizam do período do governo militar até o início dos anos 80.

O primeiro deles tem como mote o romance Quarup, de Antonio Callado, lançado em 1967, um ano antes da decretação do AI-5.

Jardim analisa como a história, nascida de uma experiência real do autor, previu a repressão mais dura, descrevendo a tortura e os anseios dos militantes opositores ao regime.

Em seguida, está “Sinto alegria, tristeza e grito”, cujo foco é o show Gal a todo vapor, da cantora Gal Costa, montado no auge da ditadura, em 1971.

Descrito como uma experiência de poder catártico, o espetáculo trazia, em seu reportório, composições de artistas exilados, a exemplo de Caetano Veloso, e produção de nomes como Waly Salomão que, anos depois, seria um dos precursores da chamada poesia marginal.

Falando em poesia, o último ensaio tem como tema a obra de Ana Cristina Cesar, que lançou seu primeiro livro já no fim do governo militar, no entanto seus versos se ocupavam de uma profunda exploração da sensibilidade poética, num contexto de vazio e aridez, que resultava num fazer literário marcado pela crítica e pela potência.

Tudo em volta está deserto, desse modo, esgarça os limites da crônica, oferecendo uma instigante reflexão sobre os anos de chumbo, no qual um grupo de jovens utilizaram da música e da literatura como instrumentos de resistência contra a postura opressora e a censura sistemática de um regime.

***

Livro: Tudo em volta está deserto

Editora: Bazar do Tempo

Avaliação: Muito bom

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s