Detetive do pai

espiritoO narrador de O espírito dos meus pais continua a subir na chuva, que se insinua, em maior ou em menor presença, o próprio autor argentino Patricio Pron, relata, logo na primeira frase, que, durante oito anos em que morou na Alemanha, usou uma soma de drogas que lhe embaralhou a memória.

Essa é uma informação fagulhar, pois o romance é fundamentalmente sobre a busca de um passado doméstico que se transfunde à história de um país.

Por conta da súbita internação hospitalar do pai, o narrador retorna à casa onde passou a infância, reaprendendo a se relacionar com as coisas, com as pessoas, com o lugar.

Nesse processo de palmilhar no escuro, é assaltado por um tropel de recordações que o direciona involuntariamente à descoberta de uma pasta que contém papéis relacionados ao desaparecimento de um homem.

Um mistério que tem origem na ditadura militar e guarda outro segredo inerente ao passado de seus pais.

Pron compõe uma espécie de autobiografia ficcionada para ingressar nesse território de névoa que abriga a história pretérita dos seus pais, um tempo intransitivo frequentado por vultos e fantasmas que, neste caso, torna-se mais espesso em virtude do período político de luta e repressão, de sequestros, desaparições e assassinatos.

É um narrativa cuja motivação é o completamento de um puzzle, portanto fragmentada, multifária, flexiva, experimentando com a forma por meio de digressões que incluem lista de livros, de autores, sonhos, enredos de filmes, coordenadas e artigos de jornais.

Ocorre que o contínuo afastamento da história principal, a certa altura, chateia.

A vantagem está na escrita virtuosa de Pron, calçada por reflexões engenhosas, interpretações e leituras sensíveis sobre o espectro nacional e a relação privada, a exemplo de os filhos serem os detetives que os pais lançam ao mundo.

***

Livro: O espírito dos meus pais continua a subir na chuva

Editora: Todavia

Avaliação: Bom

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s