Comala

pedro_paramoPara aqueles que desconhecem a importância de Pedro Páramo para a literatura latino-americana, basta saber que foi a obra precursora do chamado boom do realismo mágico nos anos 60/70, que trouxe à vista do mundo nomes como Gabriel García Márquez, Julio Cortázar e Jorge Luis Borges.

Publicado originalmente em 1955, o segundo (e último em vida) livro do mexicano Juan Rulfo revolucionou a ideia de romance à sua época, ao aplicar um procedimento técnico que implica na representação do ambiente rural através da introjeção do discurso campesinho, de modo a valorizar os signos e a fala regional.

Em síntese, a trama acompanha um jovem que viaja até a cidade de Comala em busca do pai, o tal Pedro Páramo, interagindo com personagens que se valem de relatos memorialistas para constituir a imagem de um homem cruel, lembrado como um implacável matador.

Há algumas interpretações para o enredo (sendo a mais conhecida relacionada ao elemento fantasmagórico), porém é, de fato, uma precisa alegoria sobre a história de violência e ruína que marcou a revolução mexicana.

Já a outra revolução, aquela dos “mágicos”, tornou tão célebres seus representantes, que acabou escanteando Rulfo para um inexplicável turvamento, onde ficou até os 68 anos, quando morreu exilado em sua casa.

O vistoso projeto editorial da José Olympio é a chance de o público brasileiro dar o devido reconhecimento para aquela que, de acordo com a prestigiada Susan Sontag, é “uma das obras-primas da literatura mundial do século XX”.

***

Livro: Pedro Páramo

Editora: José Olympio

Avaliação: Excelente

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s